segunda-feira, 23 de junho de 2008

O Convívio (Here Comes New Challengers)

A primeira impressão é a que fica. Será que isso é verdade?

O Duque era muito querido pelas pessoas de Istambul. Era respeitado (de certa forma, até demais). A forma como o colocavam sobre um altar incomodava Luciel. Incomodava também por que ele sabia que isso não acontecia à toa, mas ele só não entendia o porquê.

Com o passar do tempo, Luciel começou a entender que apesar do título de Duque, Henry era tão divertido quanto os outros. Entendeu isso, estranhamente, mais cedo que o resto de Istambul (muitos ainda preferem vê-lo como um deus ou algo parecido, mas isso varia da limitação de cada um). Assim, os 4 amigos viraram 5. E o “grupo” foi crescendo, crescendo... E cada vez contando com mais estranhos seres.

Testa – O Louco. Era tão inquieto que não sabia a hora de parar, mas apesar de tudo, uma pessoa prestativa, que mesmo sempre estando em conflito pessoal, mostrava alegria quando em meio aos outros.

Lice – O Sábio Pajé. Sua sabedoria era baseada em falar pouco, e quando tinha certeza do que falava. Possuía as atitudes mais invejáveis entre todos.

Leo – O Mediador. Possuía o dom da palavra (às vezes, cicatrizante, muitas vezes, lesiva). Fora seu poder de persuasão, pouco se sabe sobre ele.

Naj – O Cômico. Comédia nonsense e encher a cara era tudo em sua vida. Escondia um grande intelecto.

Burba – O Feliz. Melhor amigo de Naj, se pareciam muito, a não ser pelo seu carisma exageradamente contagiante.

Toru – O Incompreendido. Auto-explicativo, até se aplicado a ele mesmo.

O convívio traz novas descobertas. A principal delas talvez seja o fato de que ninguém é perfeito. Samael vivia sumindo, sem deixar explicações. Schneider tinha um modo de raciocinar bem surreal e individualista. Kenji desenvolveu algo parecido com narcolepsia seguida de depressão. Todos os outros, incluindo Luciel, possuíam inúmeros defeitos, isso é um fato. Supera-los não é nada fácil, ignora-los pode ser uma saída, mas às vezes, qualquer contorno é algo impossível. Eis o decreto de um posterior abalo total no grupo. Só o tempo dirá o que pode acontecer...

2 comentários:

Don Juan aux Enfers disse...

ahuhuahuahuahu Surreal e individualista huahuahuahu Concordo com o individualista, devo admitir ahuuah O surreal é que eu não consigo explicar...
Samael vive sumindo é? Nunca soube disso...

Symphony of Iluvatar disse...

Burba – O Feliz.

Kenji desenvolveu algo parecido com narcolepsia seguida de depressão.

HAuhauHAUhauhUAHuahuHAUhuahUHAUa