quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Magichoir

Palavras mágicas...

Porém feitas para serem usadas sempre e para sempre, que algo assim não é feitiço. O mágico está em sempre lembrar o que é bom, pois nunca se sabe quando as nossas cordas estouram...
Uma perguntinha, que embora já se tenha absoluta certeza da resposta, não burocratiza nada, pelo contrário: é uma contramelodia cristalina e suave.
Mesmo com toda luta pra se conseguir aquele momento, em toda sua simplicidade... Fica claro que tudo vale apena do seu lado.
Tônica e Quinta se unem, e talvez surja uma terça, uma sétima, uma nona... Tudo o que o futuro prometer. Só alguns instantes separadas, e as notas soando sozinhas sentem falta uma da outra. Sentem necessidade de serem um acorde maior...

Tudo parece diferente com a gente. Outras notas nunca pensariam nessas coisas agora; Sonham em fazer parte de um grande solo... Talvez seja um papo precoce. Eu duvido; A gente se gosta como adulto, e se ama como criança...

Ouvindo: Secret Garden - Sigma

domingo, 9 de dezembro de 2007

Destino...

Vocês provavelmente não sabem, mas esse que vos digita é um cético do caralho, só não sou ateu porque não acredito que uma coisa tão bem construída como o universo tenha surgido do nada, sem explicação, tem de haver alguma força ou entidade por trás disso tudo, enfim, cético que sou nunca acreditei em destino, ou qualquer teoria relacionada a isso, sempre achei besteira a idéia de que “alguém” escolhe os passos da sua vida antes mesmo de você nascer, imagine como seria ridículo e sem graça você não poder construir ou trilhar seu próprio caminho, tocar a sua própria sinfonia, tomar suas próprias decisões, como se fossemos uma marionete ou um robô pré-programado para realizar tarefas específicas... Foi nesse ponto que eu fui contra na teoria dos outros integrantes desse blog (vide primeiro post do Ankhalimah) Mas agora eu começo a entender melhor o que eles tentaram me dizer... Apesar de não deixar de acreditar que temos o livre arbítrio para fazer o que desejarmos em nossa vida sem que isso afete negativamente nosso futuro, de fato existem coisas que são predestinadas a nós, elas simplesmente acontecem, sem explicações, cabe a você aproveitá-las ou não, a única coisa que se pode fazer é fugir de seu destino e isso vai da sua escolha, mas será que vale a pena fugir? Por tanto meus amigos, não deixem de aproveitar as chances que lhes são dadas, nada acontece por acaso mais de uma vez e se acontecer é porque “alguém” está tentando te dizer alguma coisa.
Às vezes eu me pergunto se estou fugindo do meu... Já tive 3 encontros COMPLETAMENTE inusitados (no ultimo até meu amigo ficou surpreso) com uma certa pessoa que tem tirado meu sono ultimamente, e justamente quando eu tomo a decisão de “finalizar”, algo sempre acontece que me impede de fazê-lo e logo em seguida encontro com essa pessoa do nada... Acho que “alguém” ta querendo me dizer pra insistir e lutar pelo o que eu quero e logo... Só espero que esse “alguém” não esteja querendo me ferrar xD

-Ao som de: Led Zeppelin – Since I’ve Been Loving You / Going to California - (não escuto Led já faz um bom tempo, mas algo me fez querer voltar a ouvir...)