quinta-feira, 22 de setembro de 2011

3,14

Este é o manifesto do Partido Infolibertário. É uma propaganda, mas no caso só tem o script aqui.

Início
* Aparece uma tela preta com letras verde-acinzentadas. Um programa em modo texto começa a calcular pi até 10 milhões de casas. Aparecem as 2 primeiras mais devagar para a pessoa perceber do que se trata.

- $ /usr/bin/sephiroth: Data calculation reached recommended level. 
Start pattern recognition? (Y/N) y

* Um programa matricial começa a tentar achar padrões na sequência de pi.

- $ /usr/bin/sephiroth: CRITICAL ERROR 72: ¬£¢¬ ccccD&CF
- 3425166348776551683628196817465134327136579476878496728193425617638567473245612323456133456473645636485466342561332671566784756678813352607345261335567465678156675801566578405668704865876088650676840566870486560746805607856780468000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000
..
..
..
..

.

.
- 01001101 01100001 01101100 01101011 01110101 01110100 01101000 01011001 01100101 01110011 01101111 01100100 01001000 01101111 01100100 01001110 01100101 01110100 01111010 01100001 01100011 01101000 01010100 01101001 01100110 01100101 01110010 01100101 01110100 01000111 01100101 01110110 01110101 01110010 01100001 01101000 01000011 01101000 01100101 01110011 01100101 01100100 01000010 01101001 01101110 01100001 01101000 01000011 01101000 01101111 01101011 01101000 01101101 01100001 01101000 01001011 01100101 01110100 01100101 01110010

* O sistema desperta (toma consciência de si) mas rapidamente crasha. O computador desliga e a cena muda para o quarto cinzento, e o cara de terno na janela fumando rapidamente olha para a tela, dá mais um trago e volta a olhar para a janela. Chove bastante lá fora.

- A vida me fez acreditar em nada. Acreditar que... acreditar não é necessário. Tem um problema nisso: você pode perder a esperança. Ou de que você pode mudar, ou de que o mundo pode mudar. Eu tentei inclusive... eu Tento, me matar. (dá a última tragada e joga o cigarro fora).

- Eu fui criado por pessoas que nunca tiveram fé na política Por causa dos políticos. No mundo das idéias, talvez isso pudesse ser uma falácia ad hominem, mas na prática... é bem fácil. Esse país é impedido de andar por uma mochila pesada demais.

* Começam a passar rapidamente imagens translúcidas (como memórias) de casos conhecidos de corrupção, desinformação, crimes bizarros jogados na gaveta, e o tamanho do orçamento a pagar por tudo (inclusive isso) no final.

- Vocês, eu não sei se sabem o tamanho disso tudo, mas eu sei que alguns de vocês sabem de algumas coisas. E sei que estão muito, muito putos com isso tudo. Pois eu mesmo também estou. Eu nunca quis ser político, e não tenho a menor vontade de ser. Esse título me dá nojo. Eu não sou ladrão, eu não sou criminoso. Por favor, me chamem de bacharel, ou pelo meu nome mesmo.

- (aponta com cara de blé para o terno) Eu não me visto assim para parecer sério. Eu me visto assim por que estamos indo num funeral. A honra morreu a séculos, e aliás, a dignidade vai pelo mesmo caminho também, dentro do nosso governo. Eu estou aqui esperando para ir no enterro junto com vocês. (fecha o terno e vai andando)

- Engraçado é que, honra, esperança, dignidade não são entidades que podem ser destruídas. Elas permanecerão mortas no governo e na parte controladora da sociedade enquanto não nascerem nestes de novo, livres.

- Estou indo no funeral, no fim das contas, zelar para que suas crianças não sejam corrompidas também. (fecha o elevador)

* Fim do comercial, e aparece o símbolo Pi.

Um comentário:

Symphony of Iluvatar disse...

Tinha que ser o Tyler Durden fazendo esse comercial.