segunda-feira, 28 de julho de 2008

I got a heart full of black!

Parece óbvio, clichê. Não sei. A vida está sempre a nos ensinar muitas coisas, e eu resolvi escrever um pouco sobre nosso coração.
Sim, o mesmo órgão que bombeia sangue para todo nosso corpo, de importância mais que vital. Será ele o responsável por nossos sentimentos? Eu, com minha noção idiota de biologia, acho que não tem nada a ver. Por que foi adotado o coração como o responsável por nossas fraquezas é algo que eu nao vou entender. Ignorar, talvez. Não quero discutir, só comentar, até pra evitar as aspas o tempo inteiro.
Tem gente que esquece que tem coração, tem gente que pensa mais com o coração do que com a cabeça. Todo mundo diz pra ouvir o coração, e voce fará a coisa certa. mas então por que ele sempre sabe que está certo? Será que ele é manipulado por entidades supremas, ou possui um chip da CIA? é uma possibilidade bem plausível, não acham...? Tá bom, um pouquinho de humor só pra distrair!
Eu venho me perguntando há algum tempo o que é estar apaixonado. Até pouco tempo eu achava que era um sentimento o qual não compartilhava há um bom tempo...

Intervenção:
- compreendendo o comportamento humano #1

Os Homo Sapiens Sapiens precisam ter alguém para amar, pois sem isso, a vida para eles não faz o menor sentido. Quando não amam um outro da espécie, dizem que seu coração está "vazio".

Chega, Lombarde... o que nos faz admirar outra pessoa, querer estar com ela e pensar nela o tempo todo é a carência. Você entrega a ela seu senso de ridiculo, sua liberdade, atribui a ela o sentido da vida. Mas isso só ocorre quando falta algo. Não é preciso achar alguém para amar, se você amar tudo aquilo que estiver em sua volta. Ao invés de amar um, ame o todo!
Assim, eu descobri que um coração "vazio", na verdade, só emprestou todo o amor que podia à vida. Independente do volume do coração, abençoados aqueles que são felizes.

Ouvindo: Deftones - Minerva

3 comentários:

Symphony of Iluvatar disse...

Brilhante.

Don Juan aux Enfers disse...

Óhhhn!=D

Oráculo disse...

Discordo, brother. Vou escrever sobre no meu blog.