segunda-feira, 12 de maio de 2008

Chamada Perdida.

O Mundo de Illuvatar encontra-se mais decadente do que nunca. Em meio a tantas discussões, eis que em meu universo particular, redescubro novamente a dor da perda.
Toda relação é feita de altos e baixos. Nos conhecemos ha algum tempo. Você não era provida de tanta beleza, e eu, um inexperiente. Não nos dávamos muito bem. Eu nunca pedi esse tipo de companhia (acabei sendo obrigado, na verdade), demorei para te aceitar. Sempre muito complicada, retrógrada, devería me ajudar, mas só me atrasava. Demorei um bom tempo, mas acabei aprendendo a lidar com você, descobri novos meios para chegar onde queria. Fomos amigos.
Relações são assim: seu parceiro nunca vai ser perfeito, assim como você, que deve se esforçar para aceitar seus defeitos e diferenças. Seu parceiro pode ser cabeça-dura, obsoleto, um ogro, aparentemente inútil a primeira vista. Mas lembre-se, nas horas difíceis é com ele que você poderá contar. E lá ele estará, de braços abertos.
E eu jamais esquecerei. De nossas Dificuldades. Do seu visual, "anos 90" demais pra mim. De nossas superações. Da maneira que um modificou o outro. Da sua voz estridente de mulher chata me acordando toda manhã, que mesmo sendo chata se preocupava com meus horários. De como nos conhecemos (apenas).
Agora, grande amiga, é hora de dizer adeus. Mas onde quer que esteja, saiba que descobri uma coisa: as máquinas não só podem dançar, como também significar muito para alguém.

Algumas amizades são assim, seu fim é imposto pela ordem natural das coisas, motivos de força maior. Irreversível. Outras, precisam de um pouco mais de compreensão, pois amizades nunca terminam, apenas renovam-se. Que seja dado tempo ao tempo, e à nossa sabedoria, por mais estúpida que seja.


Ouvindo: Temple Of The Dog - Say Hello 2 Heaven

5 comentários:

Vinícius disse...

Eu já passei por isso, e eu entendo perfeitamente o que disse em cada palavra e isso revirou um passado que eu não posso esquecer, pro meu próprio bem...Excelente texto!

Lord of Metsu disse...

Entendo como é cara, toda perda é foda, não tem jeito, mas fique tranqüilo que isso vai resolver e logo logo você vai ter seu amigo(a) de volta, basta esperar e acreditar!

Symphony of Iluvatar disse...

Tenho que admitir que fiquei um pouco surpreso quanto ao real motivo do texto, mas achei genial de qualquer maneira. Parabéns pela lucidez e sensatez cara.

Oráculo disse...

Lucidez?! Tu acha lúcido escrever um texto assim sobre o objeto em questão?! HAUSHAUSHAUSHAS
Porra, muito bom o texto, mas juro que me estourei de rir quando conversei sobre ele contigo no MSN, e relendo-o depois.

Symphony of Iluvatar disse...

Eu acho bastante lúcido escrever de algo profundo se inspirando em algo não tão profundo assim... Mas quando vc descobre o real motivo eh engraçado pra caraio.