segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Comunicação

A incapacidade de comunicação é a causa de todos os problemas da humanidade. Ela traz consigo duas causas: a incapacidade de compreensão ou a má-vontade de compreender.

Estas, por sua vez, trazem consigo outras causas: a incapacidade de se atentar para o contexto do outro, a falta de vontade de resolver os problemas (por que eles favorecem a si), a incapacidade de se responsabilizar pela própria fala, e em todas elas, há a objetificação do outro e a covardia da ignorância.

Hoje vi alguém usar o o artefato da surpresa como forma de coagir uma criança a ter uma reação emocional específica sob pena de desaprovação geral da família - uma das coisas que a criança mais tem medo, por vezes.

Coloca-se propositalmente a criança numa situação de surpresa, ignorando-se a comunicação, e convenientemente obrigam-na a tecer uma resposta sem preparação - vulnerabilidade que exploram com persuação e ameaça de coerção, forçando assim a aparência de uma resposta autêntica, quando no fundo a verdade é que a criança foi abusada.

Isto é proposital, mesmo que de modo inconsciente, pois o pai e a mãe projetam no filho aquilo que não viveram, reagindo, para sempre, a seus passados não-justificados / não-resolvidos. Assim, o filho nunca ascende para ser o que é, porém é forçado incessantemente a ser o que os pais queriam ter sido mas nunca foram.


Nenhum comentário: