quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Magichoir

Palavras mágicas...

Porém feitas para serem usadas sempre e para sempre, que algo assim não é feitiço. O mágico está em sempre lembrar o que é bom, pois nunca se sabe quando as nossas cordas estouram...
Uma perguntinha, que embora já se tenha absoluta certeza da resposta, não burocratiza nada, pelo contrário: é uma contramelodia cristalina e suave.
Mesmo com toda luta pra se conseguir aquele momento, em toda sua simplicidade... Fica claro que tudo vale apena do seu lado.
Tônica e Quinta se unem, e talvez surja uma terça, uma sétima, uma nona... Tudo o que o futuro prometer. Só alguns instantes separadas, e as notas soando sozinhas sentem falta uma da outra. Sentem necessidade de serem um acorde maior...

Tudo parece diferente com a gente. Outras notas nunca pensariam nessas coisas agora; Sonham em fazer parte de um grande solo... Talvez seja um papo precoce. Eu duvido; A gente se gosta como adulto, e se ama como criança...

Ouvindo: Secret Garden - Sigma

Um comentário:

Don Juan aux Enfers disse...

Óhhhhn, q bunitinho!
Tb t amo Japonês!